"Trazer notícias alegres" - Reflexões, edificações,Defesa da Fé, Vida Cristã, Cotidiano, humor, amenidades, fatos e fotos, etc...

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Feliz 2010!


Neste momento em que 2.009 vai pra o buraco, desejo aos amigos, irmãos e leitores deste modesto blog, que encontrem o ano novo emergindo com muita paz, disposição para o trabalho (pois é assim que o país cresce), trazendo saúde, e o mais importante, que os nossos caminhos sejam entregues ao Senhor (Salmo 37:5).
FELIZ 2.010
Charge por Blog do Gilmar

Humor - Monalisa visitou USA


segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Argentina celebra primeiro casamento gay da América Latina



BUENOS AIRES, 28 dez 2009 (AFP) - Alex Freyre e José María Di Bello se casaram nesta segunda-feira em um cartório civil da cidade de Usuahia (3.500 km ao sul de Buenos Aires) e se transformaram nos primeiros homossexuais a contrair matrimônio na Argentina e na América Latina, confirmou o casal à imprensa.

"Hoje nos casamos em Usuahia", revelou Freyre por telefone ao canal Todo Notícias de Buenos Aires.

Freyre e Di Bello haviam tentado se casar no dia 1º de dezembro, após obter uma autorização para o matrimônio, mas quando tudo estava preparado em um cartório civil de Buenos Aires, uma controvérsia judicial impediu a concretização do enlace.

Os dois estavam na capital da província de Terra do Fogo trabalhando para o Instituto Nacional contra a Discriminação, a Xenofobia e o Racismo (Inadi).

"É um fato histórico", comemorou Claudio Morgano, presidente do Inadi e testemunha do casamento.

Freyre explicou que o cartório civil havia se recusado a registrar seu matrimônio com Di Bello, mas a governadora Fabiana Ríos finalmente autorizou a união.

"Sabíamos que a governadora é uma pessoa que simpatiza com esta causa", disse Di Bello, afirmando que "este é um passo para a igualdade jurídica de todos e todas".

Fonte Notícias UOL

Usa-me Senhor!

Pastor Márcio de Souza

Já viu aquelas orações intermináveis que vivem dando notícias para Deus? Eu costumo chama-las de "oração do repórter". Elas são mais ou menos assim: "Deus, o Senhor está vendo a fome das crianças? O senhor sabe que existem moradores de rua precisando de você? Senhor contempla a miséria da humanidade, Senhor será que você não vê o drogado?" Esse tipo de oração visa apenas dar notícias a Deus, como se Ele não soubesse o que está acontecendo aqui na terra.

Mas existe um outro tipo de oração que chama a responsabilidade e que visa responder o clamor do desesperado. A essa eu denomino "oração do servo". Essa é mais ou menos assim: " Senhor sabe as crianças que estão com fome? Sabe os drogados que precisam de apoio? sabe os moradores de rua e os demais excluídos, pois é Senhor, USA-ME!!!!!! USA-ME para ser instrumento seu na vida dessas pessoas!!!!!"

Queridos leitores, diante desses dois exemplos, pergunto: "Que tipo de oração você tem feito?" A oração que joga a responsabilidade de tudo que acontece de ruim na humanidade em cima de Deus, ou que divide a responsabilidade e se coloca como parte da solução?


E no mais, tudo na mais santa paz!


Fonte Blog do Autor

Atenção ás palavras

As pessoas, muitas vezes, falam sem colocar muita atenção nas palavras.

Falam automaticamente e não percebem o sentido da sentença. Digo isso porque quando oram usam as seguintes construções:

"...que Deus possa abençoar..."

"... que Deus possa, o mais breve, restaurar a saúde do irmão..."

ouvi também o seguinte: "...que este ano possamos te surpreender, ó Deus, com melhores atitudes..."

Ora bolas, será que algo é impossível para Deus, ou será que Ele desconhece o nosso proceder agora e no amanhã? Será que há algo impossível para Deus?

Tenho certeza que são distrações que acontecem, porém, são colocações que soam de maneira estranha, e devem ser corrigidas.



Tudo o Senhor Deus pode e na Sua presciência conhece todos os nossos dias.



Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.(Efésios 3:20)

Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. (Salmos 139:2)

E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível. (Mateus 19:26)

domingo, 27 de dezembro de 2009

Os Hernandes - Destaques em casamento

A notícia veiculada no site Terra pode ter ou não a conotação de tendenciosa, mas isto a parte, os Hernandes não perderam a oportunidade de mostrar ostentação.

Não poderão depois alegar discriminação ou perseguição, principalmente pela imprensa, se porventura tiverem essa manifestação. Aliás, talvez queiram comprovar suas pregações sobre prosperidade (própria).

Segue teor notícia:

"Odair Del Pozzo epecial para Terra
De São Paulo

A Bispa Sonia, coberta de joias, e seu marido Hernandes, reluzindo em ouro, celebraram o casamento de Digão (foto) e Rebeca, na noite de sábado (26), na Casa Fasano, em São Paulo. Kaká e Bruno Gagliasso, com suas respectivas mulheres, foram os padrinhos.

Convidados contam que a festa parecia coisa do outro mundo, de tanto luxo. Dos candelabros às toalhas rendadas, das flores aos arranjos, do variadíssimo menu ao leque de bebidas importadas. Com direito a DJ e café da manhã completo de madrugada.

Gente mais indiscreta diz que a festa, para cerca de 500 convidados, foi mais um presente de Kaká ao irmão, mas ninguém da parte do jogador retornou a ligação para comentar. A única certeza é que ali se gastou uma pequena fortuna.

O vestido da noiva, impecável, assinado por Giorgio Armani e feito com exclusividade e sob medida para Rebeca, era deslumbrante. A mulherada ficou nervosa. O número de seguranças era assustador. Até para entrar no estacionamento o controle era severo.
Aos noivos, felicidades."


Fonte Terra

sábado, 26 de dezembro de 2009

Acepipes


por Ely Medeiros

Outro dia, assistindo a um programa na tevê sobre saúde cujo tema da ocasião era "alimentação saudável", despertou-me a uma reflexão sobre como e o que tem sido o alimento que temos dado ao nosso espírito diariamente.
Uma recomendação dos nutricionistas, é que nossa alimentação deve ser feita de modo correto. Uma alimentação balanceada e em hora correta somente pode trazer-nos benefícios.


Da mesma forma recomendam que alimentar-se de petiscos e beliscando, comendo fora de hora e inadequadamente, em conseqüência nosso organismo não será nutrido adequadamente.

Alimentação inadequada pode trazer conseqüências desastrosas, entre outras, obesidade, gastrites, hipertensão, diabetes, etc...

Algumas pessoas, pela correria do dia a dia, negligenciam a leitura da Bíblia, e como se alimentando de petiscos espirituais,lêem um ou dois versículos ou aquelas tirinhas das populares caixinhas de promessas, para alívio da consciência.

Para manter um espírito bem alimentado, faz-se necessário a leitura, meditação e estudo da Palavra, de forma que haja compreensão e absorção de seu conteúdo para o entendimento e aplicação prática.


Adulto espiritual necessita de alimento sólido, pois, mal alimentado o espírito poderá adoentar-se.


Chega de acepipes.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Humor - Natal tecnológico



Vi no Blog Rir e Pensar

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Humor - Cueca costumizada




Fonte [ Gilmar on line ]

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Qual será a colheita?

por Ely Medeiros



Viajando pelo interior do estado, fiquei observando as lavouras à beira da estrada e homens trabalhando arando e gradeando o solo, enfim laborando para que o terreno esteja pronto para receber a semeadura.

Não podendo identificar o que plantavam, fiquei a imaginar, que daqui há um certo tempo eles estariam colhendo o produto da lavoura. Certamente colheriam o fruto da semente que antes tinham depositado na terra.

Isso me levou a pensar, que semelhantemente àquele terreno, estão as pessoas sem o evangelho, como se fossem solo pronto para receber a semente da palavra.
Acontece que noto uma grande confusão entre os “semeadores” que estão por aí, principalmente nos meios televisivos a espalhar a palavra de um modo um tanto inconsequente.

Inventam uma porção inimaginável de patuás, amuletos, unções esquisitas, óleo não sei de quê, água não sei da onde para um povo que em sua maioria somente busca milagres e em se dar bem, e o que importa que é por o dedo na ferida, e falar da conscientização do pecado e do arrependimento, fica para depois, se ficar.
Diante de tal semeadura, dificilmente saberemos a qualidade dos frutos.
Isso me faz lembrar o Profeta Oséias, com relação ao que se semeia:

“Porquanto semeiam o vento, hão de ceifar o turbilhão; não haverá seara,a erva não dará farinha; se a der tragá-la-ão os estrangeiros. (Oséias 8:7)”

Qual será a colheita?

Sexo Cabeça

Por Pr. Márcio de Souza


Tai um novo termo usado no meio da juventude: SEXO CABEÇA.

Essa expressão está relacionada a ter sexo com responsabilidade. Usar camisinha, tomar anticoncepcionais, fazer a higiene íntima direitinho, tudo isso faz parte do “sexo cabeça”. A intenção é não prejudicar o outro já que a troca de parceiros intensa hoje é uma realidade.


Vejamos o que há contra esses argumentos na vida real.
Camisinha – O uso de camisinha não livra ninguém dela estourar podendo causar uma gravidez indesejada ou transmitir doenças sexualmente transmissíveis. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já avisou que os preservativos não impedem totalmente a contaminação do vírus, uma vez que esses são muitíssimos menores que os poros do látex de que são feitas as camisinhas. Pesquisas realizadas pelo Dr. Richard Smith, um especialista americano na transmissão da AIDS, apresenta seis grandes falhas do preservativo, entre as quais a deterioração do látex devido às condições de transporte e embalagem. Afirma o Dr. Richard que: “O tamanho do vírus HIV da AIDS é 450 vezes menor que o espermatozóide. Estes pequenos vírus podem passar entre os poros do látex tão facilmente em um bom preservativo como em um defeituoso” (Richard Smith, The Condom: Is it really safe saxe?, Public Education Commitee, Seattle, EUA, junho de 1991, p.1-3)

Anticoncepcionais - A pílula é bastante eficiente. O risco de falha dela é menor que 1%. Esse risco pode aumentar, é claro, se você não seguir as orientações médicas na hora de tomar o remédio. Mas existem outros problemas com o uso de anticoncepcionais. Um deles é que eles não te resguardam de doenças. Tanto faz tomar anticoncepcional ou não se você transar com alguém que tem AIDS.

“Sexo cabeça” é sinônimo de liberação sexual e apologia ao sexo livre. Ser “cabeça” no entanto, não é tomar uma série de precauções contra DST’s ou gravidez, porque essas coisas resguardam apenas o físico e não o emocional. O fato de ter sexo com vários parceiros ou antes do casamento, cria conflitos na maioria das pessoas que perdem a identidade e acabam banalizando um ato tão íntimo e sagrado.

Ser “cabeça” é entender que existe tempo pra todas as coisas, que namoro é momento de beijar na boca, conversar, conhecer melhor, noivado é momento de amadurecer a relação, planejar o casamento, afinar as certezas e casamento é a hora da consumação do ato, da intimidade plena e sem culpa. Que possamos ensinar isso a nossos jovens adolescentes e crianças para restaurar então a força da relação sem mácula.

Fonte [ Blog do Autor ]

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Ah! Chegou o verão

Da Agência Brasil
Em Brasília
Brasil terá o verão mais quente dos últimos anos, diz Inpe


O verão brasileiro, que começou hoje (21) às 14h47, terá temperaturas acima das registradas nos últimos anos.

Nas regiões Sul e Sudeste, a tendência é que continue a chover na mesma intensidade que vem sendo registrada.

A informação é do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).A excepcionalidade se deve ao fenômeno atmosférico-oceânico El Niño e ao aquecimento global. O fenômeno se caracteriza pelo aquecimento anormal das águas superficiais no Oceano Pacífico Tropical. A ocorrência afeta o clima regional e global e muda os padrões de vento e o regime de chuva em regiões tropicais e de latitudes médias. No Brasil, o fenômeno causa mais chuva na região Sul e seca no Norte.

De acordo com especialistas do CPTec, em 2008 houve aumento de 0,36 graus Celsius na temperatura do planeta, quando comparado aos registros de 1961. A previsão de um verão mais quente, porém, não representa uma mudança climática definitiva. Para considerar a variação como fixa seria necessário analisar um período de 50 a 100 anos.

Fonte [ UOL Notícias - Cotidiano ]

domingo, 20 de dezembro de 2009

Israel quer impedir canonização de Pio XII

da France Presse, em Jerusalém

Israel pediu neste domingo a abertura dos arquivos do Vaticano sobre a Segunda Guerra (1939-1945), depois da decisão do papa Bento 16, ontem (19), de acelerar o processo de beatificação do Papa Pio 12 (1939-58), criticado por seu silêncio durante o Holocausto.

"O processo de beatificação não nos diz respeito, é uma questão da Igreja Católica. Cabe aos historiadores avaliarem o papel de Pio 12, e é por isso que pedimos a abertura dos arquivos do Vaticano sobre a Segunda Guerra", disse à agência de notícias France Presse o porta-voz do ministério israelense das Relações Exteriores, Yigal Palmor.

Ontem, Bento 16, que fez neste ano uma peregrinação em Terra Santa, declarou seus dois antecessores, João Paulo 2º (1920-2005) e Pio 12, "veneráveis", o que adiantou os trâmites para que ambos se tornem santos.

No fim dos anos 60, Pio 12 foi acusado de ter tido uma atitude passiva frente ao Holocausto, o que desacelerou seu processo de beatificação, iniciado em 1967. Porém, desde que substituiu João Paulo 2º, em 2005, o cardeal alemão Joseph Ratzinger, que era adolescente na época do nazismo, já defendeu Pio 12 diversas vezes.

Os arquivos do Vaticano não serão disponíveis antes de 2013, disse no ano passado o rabino David Rosen, que ajudou a negociar o "acordo fundamental" sobre o estabelecimento, em 1993, de relações diplomáticas entre Israel e a Santa Sé.

No ano passado, o ministro israelense dos Assuntos Sociais, Yitzhak Herzog, qualificou de "inaceitável" o projeto para "transformar Pio 12 em santo". "O Vaticano sabia o que estava acontecendo na Europa durante o Holocausto. O Papa se manteve em silêncio e talvez fez pior, em vez de denunciar o sangue derramado, como manda a Bíblia", denunciou.

Na Alemanha, o secretário-geral do Conselho Central dos Judeus, Stephan Kramer, disse estar "triste e furioso" com a decisão de Bento 16. "Estou ao mesmo tempo triste e furioso, pois a Igreja Católica está tentando reescrever a história. [...] É uma manipulação evidente dos fatos históricos envolvendo a época nazista."

Fonte Folha On Line

Maçonaria: Pode um Cristão ser maçom?



Por "O Bereano"


Ser membro da Igreja de Cristo era compatível com a filiação na loja maçônica, ou maçonaria? Peço-te que em oração consideres a minha avaliação e juízo sobre esta questão da compatibilidade entre a loja maçônica e a Igreja de Cristo.

Em primeiro lugar, ao tratar este assunto, vou descrever brevemente os aspectos organizacionais da maçonaria e depois avaliá-la como uma organização religiosa.

Maçonaria ou a Ordem maçônica, tal como a conhecemos hoje, foi fundada em 24 de junho de 1717, em Londres. O termo maçon provém do inglês mason e do francês maçon, que quer dizer 'pedreiro', e do alemão metz, 'cortador de pedra'. Ela era originalmente uma sociedade de construtores de catedrais no século 17. Os maçons de pedra e cortadores de pedra constituíam-se como os seus membros. Da Inglaterra, a maçonaria rapidamente se espalhou para a Europa continental e em 1740 para a América do Norte. A maçonaria foi organizada na Inglaterra, mas quatro em cada cinco maçons no mundo vivem agora nos EUA. Eles e os seus irmãos em outros países têm feito da maçonaria a maior sociedade secreta internacional. Há mais de 16.000 lojas maçônicas neste país com uma sociedade de mais de quatro milhões e meio de membros. Como os maçons são poderosos, é difícil dizer, mas "num único ano, a maioria dos governadores estaduais, senadores e representantes dos EUA. são susceptíveis de serem maçons. Os três graus básicos da maçonaria são os de Aprendiz, Camarada (ou Companheiro), e Mestre Maçônico.

O candidato à adesão deve fazer um juramento para manter inviolados os segredos da ordem. Os segredos incluem todas as instruções dadas na loja, os eventos da reunião, incluindo o extensivo e misterioso ritual, e as diferentes senhas secretas da loja e cumprimentos que servem como um modo de identificação de um Maçom para outro.

À medida que concluímos a nossa descrição da loja maçônica como uma organização, peço-te que consideres a seguinte definição de maçonaria, tal como previsto por alguns dos seus próprios adeptos: "É verdade que a maçonaria não é uma religião, mas é Religião um culto em que todos os bons homens podem-se unir, que eles podem compartilhar a fé de todos."(J. F. Newton, The Builders (New York: Macoy Pub. and Masonic Supply Co., 1930), p. 251). "A maçonaria direciona-nos a nos alienar das confinadas e fanáticas noções e ensina-nos que a humanidade é a alma da religião ... e nós como Maçons só perseguimos a religião universal, a Religião da Natureza."(Ibid., p. 258). "A religião da maçonaria é cosmopolita, universal ... Deus está igualmente presente com o piedoso hindu no templo, o judeu na sinagoga, o maometano na mesquita, e os cristãos na Igreja."( Mackey, Loc. cit). Esta é a religião da Natureza ou a religião do humanismo. Os seus princípios e objetivo são a expressão do que o homem vai fazer, em nome do bem da humanidade. A maçonaria identifica Deus com a Natureza. O homem torna-se seu próprio Deus. Sendo que a Natureza é Deus e o homem é o chefe intelectual de toda a natureza, é lógico que o homem deve definir a sua própria religião. A maçonaria recusa-se a reconhecer que Deus é o independente, auto-suficiente Deus. Aquele que é o Criador e Legislador de todas as coisas.

O deus da maçonaria tem muitos nomes diferentes. Ele é o "Grande Arquitecto," o "Ser Supremo," o "Olho que tudo vê" o "Grande Ser." Este deus dos maçons não é o Único, Pessoal, Triúno, e Vivo Deus das Sagradas Escrituras. Os maçons têm um conceito panteísta de Deus. Deus é Natureza e a Natureza é Deus. O seu "deus" é apenas um símbolo da natureza; Natureza auto originada, a causa da sua própria existência. O deus da maçonaria é um ídolo da mente. Um Deus que o homem inventou para seus próprios fins!

No lugar de encontro da Loja, há um altar, e colocado no altar, está uma Bíblia. Que concepção do "bom livro" tem a maçonaria? A maçonaria, lembra-te, aceita homens de todos os credos em sua fraternidade, e, consequentemente, aceita todos os "bons livros", de todas as religiões. Os Maçons são "mentes abertas"! Os Maçons frequentemente citam a Bíblia Sagrada, que de fato empresta a este movimento do mal uma fachada de respeitabilidade. Suas passagens preferidas são as relativas à construção do templo, os profetas, e os quatro evangelhos. Nos escritos da maçonaria encontram-se repetidas referências ao bom pastor, ao bom Samaritano, à Arca da Aliança, ao castiçal de ouro, o templo e o seu sacerdócio, e até mesmo à ressurreição. Mas todas estas expressões e o que elas significam e representam, segundo as Escrituras, são corrompidas e distorcidas pela maçonaria. A Bíblia da maçonaria não é a autoritária e infalível Palavra, a sua Bíblia não é o livro cristão de revelação divina, mas apenas um dos muitos livros religiosos, como o Alcorão, os Vedas, a Zendavesta, o Livro do mormonismo, etc. A maçonaria tolera qualquer mentira religiosa.

Mas o verdadeiro cristianismo é intolerante com a mentira. O crente confessa que só Deus pode e revela a Verdade. O único registro do auto-revelador discurso de Deus para nós é o registrado nas Escrituras. O crente contesta a alegação de revelação de qualquer e de todos os livros que não sejam a Bíblia. A verdade é intolerante com a mentira, por amor ao nome de Deus. O Cristianismo condena como produtos do pecado o Corão, o livro de Mórmon, etc. Tu podes perceber então que a maçonaria tem muitos "bons livros." Apesar de afirmar aceitar a Bíblia como Palavra de Deus, na realidade, nega este fato. Isto é verdade, pela maçonaria deixar de reconhecer a posição exclusiva da Bíblia como o único infalível, totalmente inspirado registro da revelação do único Triúno Deus. A tentativa da maçonaria de equacionar a Bíblia e o Alcorão, por exemplo, vendo-os como tendo igual valor e validade, está a negar a única, exclusiva posição da Sagrada Escritura. O assunto não é relativo. A maçonaria promove a idolatria, admitindo 'São João da Escócia" ou "São João de Jerusalém" como padroeiro, e abre os seus trabalhos em seu nome.

O que a maçonaria tem a dizer sobre Jesus Cristo? A maçonaria opta por ignorar, em vez de negar explicitamente, a divindade de Cristo Jesus. Mas a sua tentativa de ignorar a pedra angular da Igreja não irá livrá-los da condenação. A Bíblia, como Palavra de Deus, exige que todos acreditem, ninguém tem o direito de ignorar a questão. Cristo confronta cada homem com a pergunta pertinente: "Quem vós dizeis que eu sou?" Nós temos, o homem tem de acreditar e confessar que Jesus é o eterno Filho de Deus em carne, o Salvador do Seu povo eleito.

A loja maçônica está errada em outrod pontos básicos. Os seus erros básicos não são erros inocentes de julgamento, mas que são deliberadas rejeições da verdade das Escrituras. A loja maçônica nega a verdade relativamente a um Único, Vivo, Eterno, Triúno Deus, recusa-se a confessar a eterna divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo. Este é o cerne da questão! Uma vez que a religião da loja maçônica está errada em seu centro, é completamente errada em todos os seus aspectos. É a religião do homem, Humanismo. A maçonaria apoia-se num não-escritural, descrente conceito de antropologia, pecado, fraternidade, unidade e salvação.

A loja maçônica é uma organização anti-cristã. Sua religião não é apenas errada, é anti-cristã! É a tentativa do homem orgulhoso, (o que certamente irá falhar) para estabelecer esta fraternidade universal dos homens contra a Una, Santa, Igreja Universal de Jesus nosso Senhor. Somente na Igreja de Cristo está em e pode ter Irmandade. Crentes em todas as nações e em todas as idades são um na fé em Cristo, porque Cristo redimiu-nos de maneira que nós devemos ser um nEle.

Bibliografia

1) William J. Whalen, Handbook of Secret Organizations (Milwaukee: Burce Pub. Co., 1966).
2) Albert Mackey, An Encyclopedia of Freemasonry (Philadelphia: Moss and Co., 1875).
3) J. F. Newton, The Builders (New York: Macoy Pub. and Masonic Supply Co., 1930).
4) Arthur Pruess, Dictionary of Secret and Other Societies (St. Louis, Mo.: B. Herder Book Co., 1924).
5) Freemasonry: May a Christian Be a Member? (Marvin Kamps)



Humor - Kopenhagen




Via PavaBlog

Fonte: GAZETA DO POVO

Humildade arrogante

Por C. S. Lewis

Há um vício do qual nenhum ser humano está isento, que todos detestam quando identificam nos outros, e do qual quase ninguém se diz culpado. As pessoas admitem que têm mau gênio, ou que perdem a cabeça por mulheres ou bebida, ou até que são covardes, mas poucos são os que acusam a si próprios deste vício.

Refiro-me ao orgulho, à presunção. Foi pelo orgulho que o demônio se tornou demônio. O orgulho leva a todos os outros vícios; ele é o perfeito estado de espírito anti-religioso.

Se quisermos saber o quanto somos orgulhosos, perguntemos a nós próprios: “Até que ponto me desgosta que outras pessoas me humilhem, recusem-se a reparar em mim, me tratem com ar de superioridade ou procurem exibir-se?”. O fato é que o orgulho de cada um está em competição direta com o orgulho dos outros. O orgulho é essencialmente competitivo, ao passo que os outros vícios são apenas acidentalmente competitivos, por assim dizer.

O orgulho não vê prazer em se possuir algo, mas em possuir esse algo em maior quantidade do que o próximo. Dizemos que as pessoas se orgulham de ser ricas, inteligentes ou bonitas, mas não é bem assim. Elas se orgulham se der mais ricas, mais inteligentes, ou mais bonitas do que as outras. É a comparação que nos torna orgulhosos – o prazer de estar acima dos demais. Quase todos os males que se atribuem à cobiça ou ao egoísmo são, na realidade, muito mais o resultado do orgulho. [...]

Não imaginem que se encontrarem um homem realmente humilde, ele será o que a maioria das pessoas chamam de “humilde” hoje em dia. Em resumo, ele não será a espécie de pessoa que está sempre dizendo que, evidentemente, não é ninguém. Provavelmente só pensaremos que ele parece um indivíduo inteligente e bem disposto, e que tem um verdadeiro interesse pelo que nós dizemos a ele. Se não gostarmos dele, será porque sentimos uma certa inveja de alguém que parece apreciar a vida com facilidade. Ele não estará pensando em humildade. Ele não estará de modo algum pensando em si próprio.

Se alguém quiser compreender a humildade, acho que posso lhe dizer que passo dar. O primeiro passo é compreender que se é orgulhoso. É um grande passo. Nada mais pode ser feito antes disso. Pois quando alguém pensa que não é presunçoso, isso por si só denota uma grande presunção.



Citado em “O Homem em Três Tempos”, do Tácito da Gama Leite Filho, Ed. CPAD, 2ª Edição, pág 247. Extraído da revista Seleções, de Reader’s Digest. Título Original: O grande pecado.


Via [ Púlpito Cristão ]

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Humor - Conversa em Brasília - DF


Fonte Blog do Jasiel Botelho

A Graça a 1,99

Pr. Lourenço Stelio Rega

A graça barata é vendida por aí como nestas lojas de quinquilharias – não custa muito, mas é de qualidade duvidosa.
Há cerca de uns dez anos, começaram a surgir aquelas lojas que ofereciam “tudo” ao preço de R$ 1,99. Elas logo viraram uma febre, por oferecer toda sorte de produtos baratos, embora de qualidade duvidosa.
Bem antes disso, lá por meados do século passado, um teólogo chamado Bonhoeffer mencionou que muitos abraçam uma graça barata, descompromissada e que não requer nenhuma transformação interna e radical de vida.
A versão moderna da graça barata é muito mais sofisticada e cheia de requintes, mas também oferece um evangelho sem a necessidade de transformação radical de vida. É uma graça que prega um Deus bonachão, feito Papai Noel, que concede as benesses do céu agora aqui e agora, neste mundo. É um Deus que está aí para oferecer um projeto de vida boa. Uma visão mercadológica da fé, em que a palavra de ordem é ter uma vida onde os sofrimentos inexistem – bem, quem não experimenta isso é porque está com algum “encosto”.
A graça barata é caracterizada por uma religiosidade sem princípios e compromissos éticos. Ela tem uma concepção animista de um mundo dominado por forças ocultas e malignas que vivem em eterno conflito com as forças do bem. É caracterizada por uma teologia da prosperidade e por negociatas com Deus que fariam morrer de vergonha os vendedores de indulgências no passado.
A graça barata é orientada às necessidades, em vez do arrependimento, da auto-negação da vida. É um evangelho que foge da cruz como o diabo dela também foge, mas que quer os benefícios da ressurreição de Jesus. Essa graça barata é como aquelas quinquilharias vendidas por aí a R$ 1,99 – não custa muito, mas também não vale nada, pois é uma graça que focaliza apenas o interesse do fiel em querer mais de Deus e dar menos de si a ele. É barata em termos espirituais, mas cara em termos materiais, pois muitas comunidades que a pregam cobram altas taxas de adesão e de intermediação com o sagrado. As publicidades e os depoimentos na TV não falam desse custo, mas se você for lá na hora do “show”, verá que sem pagar, nada feito.
Infelizmente, muita gente bem intencionada está cai neste “conto do pastor”, acreditando que está entregando a sua alma a Jesus, mas na realidade está se escravizando a uma espécie de fidelização – para usar termo da moda – da fé. E muitas igrejas históricas e seus pastores demonstram estar em desespero vendo esses grupos crescerem e seus bancos ficarem vazios, e assim, acabam sendo tentados a baratear o evangelho arreganhando a porta estreita do céu. Quem opta pela graça natural, a divina mesmo, considera o custo do precioso sangue de Jesus que foi derramado e busca atender, na dependência divina, o abandono do pecado. A verdadeira graça de Deus levará a pessoa a uma busca pelos caminhos da retidão, santidade e justiça.
Vamos repensar o evangelho que temos pregado – será que é o “outro” evangelho, citado em Gálatas 1.6-9?

Lourenço Stelio Rega é teologo, educador e escritor.

Fonte: Revista Eclesia
Via Vigiai

Grão de mostarda


Por Pastor Veloso

Quando eu tomei consciência de que era cristão, li que se eu tivesse uma fé nem que fosse do tamanho da semente de uma mostarda, eu me daria bem na vida. Deus me atenderia se eu tivesse esta fé em nome de Jesus.

“Respondeu-lhe o Senhor: se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a esta amoreira: arranca-te e transplanta-te no mar; e ela vos obedecerá” ( Lc. 17:6) – “Pois em verdade vos digo que se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: passa daqui para acolá e ele passará. Nada vos será impossível” ( Mt. 17:6)

Mas porque Jesus usou esta comparação? Entre os rabinos, principalmente na época de Jesus, o uso desta expressão era popular. Era maravilhoso ver uma pequena semente se tornar numa árvore de cinco metros! O grão vem desta mostardeira, uma planta comestível e medicinal. A farinha desta quando misturada ao azeite, era utilizada pelos judeus antigos em alimentos ( folhas e sementes) e na cura de enfermidades tais como problemas intestinais, dores reumáticas, cãibras e fadiga de longo esforço., também chamada como lassidão .Há uma curiosidade deliciosa sobre esta planta. Os cientistas a chamam de “crucíferas”. Jesus não era formado em botânica, mas ele sabia que a flor da mostarda está disposta em quatro pétalas, formando uma cruz!

Eu já me flagrei não com a fé do tamanho de uma mostarda, mas como alguém considerado menor do que uma mostarda. Aqui tive então que usar minha fé, não sei quão menor do que um grão de mostarda. E tem funcionado, porque tenho guardado no depósito de minh’alma uma boa quantidade destes grãos. Ralho comigo,.. porque estou sempre me esquecendo disto!

Quantas vezes você está se sentindo muito mal, e o telefone toca com alguém do outro lado em angústia, entendendo que você e só você a pode socorrer, e temos que arranjar forças e sorrisos para ombrear alguém? Numa situação puramente humana, certas coisas em certos momentos nos parece impossível. Mas quem está dizendo que devemos manusear instrumentos terrenos? Abrãao, ainda Abrão e Sara, ainda Sarai acharam que o que Deus lhe prometera ( um filho na velhice) era impossível e riram muito disto. Mas Deus cumpriu sua palavra e lhes deu Isaque. Mas antes disse a Abraão: para Deus tudo é possível! ( Gn 18:14). Creio que naqueles dias Abraão ainda estava com aquela fé de ainda nossa: uma hora crê, largando tudo para seguir a Deus, em outra gargalha dian te do considerado impossível. E como sofreu este homem para hoje ser chamado de “nosso pai na fé”.

“Senhor,... minha fé hoje, ou melhor nestes dias, tem estado menor do que o grão de mostarda. Mas aqui, neste momento de escritura e leitura, junto nacos desta fé para lhe pedir confiança, para entender que meus pés estão sobre a Rocha, que és tu! Eu faço esta oração em nome de Jesus.


Fonte Blog do autor
Via Vigiai

sábado, 12 de dezembro de 2009

As pulseiras do sexo, o topless e a promiscuidade adolescente

Por Renato Vargens

As pulseiras do sexo, o topless e a promiscuidade adolescente.

Um grande amigo me compartilhou que uma das novas manias das adolescentes é fotografar no banheiro da escola seus seios e enviar a foto via torpedo ao celular dos colegas de sala.

Se não bastasse isso, um outro comportamento adolescente em voga é a utilização das pulseiras do sexo.Pois é, a primeira vista, uma colorida pulseira de plástico nos pulsos das meninas parece inocente. Mas na realidade elas são um código para as suas experiências sexuais, onde cada cor significa um grau de intimidade, desde um abraço até ao sexo propriamente dito.

Significado das cores:
» Amarela – significa dar um abraço no rapaz;
» Laranja – significa uma “dentadinha do amor”;
» Roxa – já dá direito a um beijo com língua;
» Cor-de-rosa – a menina tem de lhe mostrar o peito;
» Vermelha – tem de lhe fazer uma lap dance (dança erótica);
» Azul – fazer sexo oral praticado pela menina;
» Verdes – são as dos chupões no pescoço;
» Preta – significa fazer sexo com o rapaz que arrebentar a pulseira;
» Dourada – fazer todos citados acima;

A pouco uma adolescente da minha igreja compartilhou chocada que uma das suas amigas de classe estava a usar uma pulseira dourada. Ao indagá-la sobre a complexidade bem como perigo de usar as pulseiras do sexo, sua colega respondeu:

- Isso é bobagem! Não tem nada de mais! É só deixar um gatinho arrebentar a pulseira e aí desfrutar o amor!

Caro leitor, noticias como estas nos mostram que o Brasil e o mundo estão passando por um período tenebroso na história da humanidade, onde nitidamente se percebe total inversão nos valores da sociedade. Como já dizia o profeta Isaías, o bem é considerado mal e o mal bem; a luz é vista como escuridão, e a escuridão como luz. Infelizmente, a cada novo dia, o que era certo parece tornar-se errado e o errado parece tornar-se certo.Quanto a nós, discípulos de Cristo, cabe um posicionamento audacioso diante da promiscuidade que tomou conta do nosso país, como também refutar veementemente a comercialização do corpo da mulher. Tenho plena convicção de que como cristãos, não devemos nos curvar diante da imoralidade que tem destruído parte da sociedade brasileira. Como evangélicos, temos por missão anunciar a esta geração, Cristo, o qual é único capaz de satisfazer o vazio da alma, transformando gemidos em esperança, escravidão em liberdade, morte em vida.

Pense nisso!

Fonte: Blog do autor
Via: Vigiai

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Vida de cão


domingo, 6 de dezembro de 2009

2 homens se casam em PE e são acusados de enganar padre


Dois homens se casaram em uma cerimônia religiosa no último dia 21 em Caetés, no interior de Pernambuco, e agora são acusados pela igreja de enganar o padre. O religioso afirma que não sabia que a noiva era na verdade um homem e diz que vai anular a cerimônia.

Vestido com um longo branco de cauda alugado para a ocasião por R$ 400, o travesti Rogério da Silva, 26, conhecido como Paloma, afirma ter realizado um "sonho de criança" ao se casar na igreja.

Durante os preparativos para a cerimônia, ela e o ajudante de pedreiro José Ricardo Rocha, 18, procuraram em Caetés o padre Luiz Gonzaga da Silva, da Igreja Ortodoxa Bielo-Russa. "Ele não pediu nossos documentos, só disse quanto ia custar e marcamos a data", afirma Paloma.

A filha do padre, Rejane Silva, disse à Folha que os documentos solicitados aos noivos mostravam que a noiva era uma mulher. Por isso, explica, a cerimônia pôde ser realizada.

"Fomos enganados. Isso nunca havia acontecido nos 43 anos que a igreja está instalada aqui em Caetés.

Vamos levar o caso à polícia", diz o porta-voz do padre, José Antônio da Silva. "Quem estava presente na cerimônia agiu como cúmplices, porque sabia que o casamento não poderia ter sido realizado." O padre estava em viagem e não pôde falar à Folha.

Paloma disse que não contou ao padre que é do sexo masculino. "Não precisa, é só olhar para mim para saber. Sem contar que todo mundo na região me conhece e sabe quem sou.

"Ela afirma que o padre cobrou R$ 180 pela cerimônia. Os gastos com a festa ficaram em torno de R$ 2.000. Foram cerca de 450 convidados de Saloá, cidade onde Paloma e José Ricardo moram. A festa ocorreu num clube, com banda ao vivo.

Para ter efeito legal, o casamento depende de uma comunicação da igreja ao cartório, o que não deve ocorrer. Mas, para Paloma, a confusão e as dívidas causadas pela festa não têm importância. "O que importa é que estou feliz com o homem que amo. Realizei meu sonho."


Fonte: UOL-Folha On Line

sábado, 5 de dezembro de 2009

A fila anda! Você vai ou fica?

Por: Pr.dirceu Pereira

A vida é ativa, está em constante transformação.
O mundo como conhecemos hoje, mudou nos últimos 50 anos muito mais que de 1.500 anos para cá, e mesmo nesses 500 últimos anos, o homem mudou sua história mais que em todos os anos precedentes.
A cada dia que passa, muitas vezes temos a impressão de que o raio do tempo está mais curto, as horas não são mais feitas dos mesmos minutos, nem os minutos dos mesmos segundos, levando o homem, pelo conhecimento, a uma hiper-atividade, que dependendo de sua observação ou alienação, o eleva ou o abate, promove ou degrada, dá vida ou mata...
A quem dá vida, proporciona o privilégio de fazer parte da engrenagem que gera mais vida ainda.
A quem dá morte, culpado em si mesmo pela alienação, lhe é vetada por não se adaptar a engrenagem, a possibilidade de usufruir da história da máquina do tempo onde cada tic-tac, pulsa questionando: “Você vai ou fica“?
Nessa maravilhosa e única experiência chamada Vida, onde vemos as engrenagens mas não vemos a mola que proporciona a força motriz de seus movimentos, ficamos (se quisermos) extasiados pelo Relojoeiro, Construtor, Mantenedor e Observador de cada “dente”, eu e você, abençoados, privilegiados e responsáveis por tal missão, a de não parar a máquina.
Uma pergunta badala em nossa consciência, soa: “Para onde todo esse ativismo tem levado o homem”? A resposta é descoberta dia a dia por todo homem que doa seu coração de carne, amaciado pelo amor ao próximo e que impede que o humano se transforme em duro aço, pois o metal se desgasta, mas o amor se renova ininterruptamente.
Nessa graciosa dádiva Divina que é a vida, nascemos com a seguinte advertência: “Cuidado, a fila anda”! Você olha para trás por um segundo e quando volta, já é de outro o seu lugar. A fila anda!
Enquanto você pensa se vai ou não, ler um livro, alguém escreve outro. Enquanto você decide se faz ou não uma limpeza, alguém constrói um novo habitat. Enquanto você espera ter coragem para iniciar um curso, já foi tempo suficiente para alguém se formar.Você reluta em adotar um órfão e nesse tempo, milhares de crianças morrem aguardando na fila, impossibilitadas de andarem, por causa de alguns que com pouca responsabilidade, pararam na fila.Na dúvida em doar ou não seus órgãos (pequenos dentes de pequenas engrenagens em forma de proteína) a fila aumenta e a esperança diminui, frustrando o desejo de tantos, que poderiam estar engrenados, enquanto muitos desperdiçam tais oportunidades de doação.
Na engrenagem da vida, devemos levar em conta duas coisas primordiais: Velocidade x Direção. Dessa combinação e alinhamento de decisões, resulta a “Máquina Perfeita”, dualidade impossível para a indústria, mas totalmente possível e necessária ao homem. Como aço, impossibilito a união da engrenagem com meu próximo; se me associo com outro metal corro o risco de ao longo do tempo, me desgastar; mas se o humano se une ao humano, o relógio cumpre seu papel, produz a velocidade exata levando-o ao direcionamento perfeito, atingindo seu objetivo final, o divino.
Para o constante e perfeito movimento desse relógio, há de ponderar-se sobre dois fatores indiretos: “Meu Direito x Meu Dever”.Como direito, posso chegar onde a minha ajuda impulsionar todo mecanismo, ou seja, ilimitadamente, posso usufruir e contribuir para o destino dos infinitos benefícios, dependendo logicamente, da natureza das engrenagens quer seja metal ou humana.Como dever, me sinto pessoalmente responsável por toda máquina, já que por desistência, alguns abandonam a engrenagem, parando enquanto a fila anda.
É impossível, com uma vassoura, varrer todo o planeta! Mas é possível não contribuir para o aumento do lixo! Não posso apagar todos os incêndios, mas devo ser responsável pelos fósforos em minha mão.Sentar e murmurar pela falta de oportunidade de ser ou ter é colocar-se na qualidade inferior de espectador, destinando seu próprio futuro a perder a engrenagem da grande Roda Viva, e um dia, tarde demais, entender o recado de alerta com o qual todos nós nascemos:“Cuidado, a fila anda!”
“ Você vai ou fica?”

Fonte [ Vigiai ]

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Humor - Ética


Ética - é do que carecem os políticos do Brasil!

Vi no Pavablog

Não seja precipitado

por Ely Medeiros


Diz o adágio popular que o apressado come cru, e isso em razão de ser precipitado. Por precipitação também pode-se, diante de um questionamento, responder errado, responder mal ou ter uma atitude desastrosa.

Toda reação, neste caso, se tomada sem reflexão ou análise poderá induzir ao erro, muitas vezes difícil de reparar.

Quantas vezes mal-entendidos e precipitações, aquelas respostas de bate pronto tem levado pessoas a um julgamento errôneo e criado situações embaraçosas.

Todavia o cristão, diante de perguntas instigantes ou situações aparentemente embaraçosas, deve agir com calma e reflexão, sem tomar atitude precipitada, evitando assim o erro.
A Bíblia recomenda que devemos sempre agir com mansidão, ou seja, com calma e prudência antes de responder o que nos questionam, como em alguns textos:

Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. (Tiago 1:19)

Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado. (Gálatas 6:1)

Que a ninguém infamem, nem sejam contenciosos, mas modestos, mostrando toda a mansidão para com todos os homens. (Tito 3:2)

Antes, santificai ao SENHOR Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós, (I Pedro 3:15)

Vou agora ilustrar, com uma história, o que pode ocorrer em uma situação de precipitação e mal-entendido e a confusão que causa:

"A família jantava tranquilamente quando, de repente, a filha de 12 anos comenta:
-Tenho uma má notícia. Já não sou virgem! Sou uma vaca! E começa a chorar convulsivamente, com as mãos no rosto.

Silêncio sepulcral na mesa! De repente, começam as acusações mútuas:

- Estava-se mesmo a ver! - diz o marido à mulher. É por te vestires como uma mulher barata e arregalares o olho ao primeiro imbecil que vês na rua. Claro que isto tinha que acontecer, com o exemplo de mãe que a menina vê todos os dias!

Vai daí o pai aponta também para a outra filha, de 25 anos
- E tu também, que ficas no sofá a lamber aquele palhaço do teu namorado que tem é pinta de chulo, na frente da menina?

A mãe não aguenta mais e grita:
-Ai é?!... E quem é o idiota que gasta metade do ordenado com mulheres e se despede delas à porta de casa? Ou pensas que eu e as meninas somos cegas? E, ainda por cima, que belo exemplo dás desde que assinas esta maldita TV cabo, passas todos os fins-de-semana a ver pornografia de quinta categoria e depois acabas na casa de banho com gemidos e grunhidos?

Desconsolada e à beira de um colapso, com os olhos cheios de lágrimas e a voz trémula, a mãe pega na mão da filhinha e pergunta-lhe baixinho:
- E como é que isso aconteceu, minha filha?

Entre soluços, a menina responde:
A professora tirou-me do Presépio! A Virgem agora é a Luísa. Eu vou ser a vaca! "



Ilustração extraída de [ A Xafarica ]

Apologética: A importancia em defender com clareza a sua fé

Por Leonardo Macambira

Certamente, todos os cristãos evangélicos, em algum momento de sua vida, já foram confrontados com questionamentos quanto à fé que professam. Isso não vem de hoje. A história nos mostra que em todos os períodos da história humana Deus e o Cristianismo têm sido atacados.

Na Bíblia, encontramos o texto áureo da defesa da fé cristã. Está em I Pedro 3:15:

"Antes santificai a Cristo em vossos corações e estejais sempre preparados para responder com mansidão e temor a todo aquele que vos pedir a razão da esperança que há em vós".

Nesse trecho, Pedro nos dá as bases da defesa da apologia cristã. Em relação à pessoa de Cristo é necessário "santificá-lo em nossos corações"; em relação a nós mesmos: "estarmos preparados"; e em relação aos nossos oponentes: "responder com mansidão e temor".A defesa da fé é denominada "apologia" - que do grego significa "resposta" ou "discurso de justificação". Ela compõe um conjunto de respostas às perguntas feitas sobre Deus, Jesus e o pensamento cristão.

A apologética é essencial à prática missionária. Existem vários tipos de apologética, mas o mais importante a considerar é que só é capaz de defender a fé aquele que tem convicção, certeza de salvação em Cristo Jesus.

Não é objetivo da apologia tão somente ganhar debates/discussões no âmbito filosófico, científico ou teológico, antes pretende cumprir o Ide de Jesus, de forma a pregar o Evangelho de forma a dissipar todas as cosmovisões que sejam antagônicas ao Cristianismo.

A apologética sempre teve grande importância na história da Igreja e foi vital no Novo Testamento para auxiliar os crentes em sua caminhada inicial diante de um mundo contrário à nova fé. Se a apologética foi importante naquela época, quanto mais agora, no mundo atual, que têm sido caracterizado por movimentos filosófico-teológicos denominados como secularismo, relativismo, ateísmo, pós-modernismo e pluralismo.

Nesse contexto social, é de responsabilidade de cada cristão levantar a bandeira do Evangelho e defender as verdades bíblicas não apenas verbalmente, mas também com seu comportamento - é aí que entra o crescimento pessoal a partir da defesa da fé.

Em Tiago 2:18 lemos:

"Tu tens fé e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé".

São nossas atitudes e nosso coração na obra que refletem a importância de Deus em nossas vidas. Fazer o bem, testemunhar é o comportamento natural de quem está integrado ao propósito de Deus.

É necessário que o crente esteja respaldado por conhecimento a cerca de sua fé, a partir de um estudo sólido e permanente da Palavra de Deus. Nossas atitudes falam muito e o tempo todo. O amor pelas almas perdidas deve ser sempre nosso objetivo, pedindo sempre sabedoria à Deus na hora de defendermos nossa fé.


Fonte [ Blog do autor ]
Via [ Bereianos ]

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Envio de Missionários


Em uma cerimônia repleta de emoção, mais 56 novos obreiros foram enviados para os campos missionários após um culto de comissionamento realizado na Quarta Igreja Batista do Rio de Janeiro na última quinta.

Deste grupo, 41 atuarão nos campos missionários da Junta de Missões Nacionais (JMN) e 15 atuarão nos campos da Junta de Missões Mundiais (JMM).

Nesta celebração, realizada após a reunião do Conselho Geral da Convenção Batista Brasileira (CBB), o pregador foi o presidente da CBB, pastor Josué Mello Salgado, que iniciou sua palavra lendo a passagem de 2 Samuel 24.24: “Porém o rei disse a Araúna: Não, mas por preço justo to comprarei, porque não oferecerei ao Senhor meu Deus holocaustos que não me custem nada. Assim Davi comprou a eira e os bois por cinqüenta siclos de prata”.

Nesta oportunidade, o pastor Josué falou da necessidade de se oferecer o melhor a Deus e da necessidade de se esforçar para andar em santidade, pois Deus transforma qualquer esforço em realização.

“Vocês agora irão ingressar numa outra dimensão desta obra. Tudo pertence a Jesus. Lembrem-se que o altar é reservado para coisas santas”, afirmou o presidente da CBB.
Depois foi a vez de os missionários serem apresentados e de partilharem alguns testemunhos. Ao final deste momento, o pastor Júlio Sanches realizou a oração de consagração destas vidas.

Com informações de Missões Nacionais e de Missões Mundiais.

Fonte: Vigiai

Carroça vazia

Autor desconhecido

Certa manhã, meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque e eu aceitei com prazer. Ele se deteve numa clareira e depois de um pequeno silêncio me perguntou:

- Além do cantar dos pássaros, você esta ouvindo mais alguma coisa ?

Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi:
- Estou ouvindo um barulho de carroça.

- Isso mesmo, disse meu pai, é uma carroça vazia.

Perguntei ao meu pai:
- Como pode saber que a carroça esta vazia, se ainda não a vimos ?

- Ora, respondeu meu pai ... É muito fácil saber que uma carroça esta vazia por causa do barulho. Quanto mais vazia a carroça maior é o barulho que faz.

Tornei-me adulto, e até hoje, quando vejo uma pessoa falando demais, gritando (no sentido de intimidar), ou tratando o próximo com grossura inoportuna, prepotente, interrompendo a conversa de todo mundo e, querendo demonstrar que é a dona da razão e da verdade absoluta, tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai dizendo: 'Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz ...'

"Cuidemo-nos para não tornar-nos uma carroça vazia!"


Fonte [ Carro de Fogo ]

sábado, 28 de novembro de 2009

Xiiiiiii Isso é macumba. Cristo só poderá quebrá-la depois de 7 anos

Por Renato Vargens

Foi exatamente isso que uma irmã em Cristo ouviu de uma pastora de uma igreja neopentecostal.

Ao procurar ajuda em virtude de um problema conjugal, ela foi desencorajada por sua líder espiritual a não continuar insistindo na restauração do casamento. A desculpa foi que o marido já estava fora de casa a três anos, e que Deus lhe havia revelado que o abandono do lar se deveu a um trabalho de macumba, e que devido a isso, Cristo não poderia fazer nada até que se completasse os 7 anos de maldição.

Caro leitor, sinceramente não sei onde vamos parar. Que loucura é essa? Esse pessoal não tem mais o que inventar? Afirmar que Cristo não possui poder para anular as obras de feitiçaria e macumbaria é um verdadeiro acinte! Se não bastasse isso, parte dos evangélicos acreditam que macumba pega em crente.

Pois é, vez por outra, sou comumente abordado por alguns crentes que apavorados me perguntam: - Macumba pega? Será que mal olhado, mandingas, trabalhos encomendados podem causar danos na vida do crente? Ai meu Deus pisei num trabalho de feitiçaria numa encruzilhada, o que será de mim?

Caro leitor, ainda que não despreze a realidade do mundo espiritual, nem tampouco as artimanhas do inimigo de nossas almas, não vejo o porque de nos amedrontarmos diante de possíveis obras de feitiçaria. As Sagradas Escrituras afimam categoricamente que Satanás não pode possuir o cristão autêntico, o qual é morada do Espírito Santo. Além disso, a Palavra de Deus é absolutamente clara ao ensinar de que o crente em Jesus é propriedade exclusiva de Deus, o qual não pode em hipótese alguma ser violado pelo diabo.

A Bíblia enfatiza que aquele que está em Cristo, está incólume à possessão demoníaca. É importante que entendamos, que antes de Cristo entrar em nossas vidas, éramos por natureza filhos da ira, dominados pelo mundo, pela carne e pelo diabo e estávamos debaixo do juízo de Deus (Ef 2.1-3); agora, fomos perdoados e aceitos pelo Senhor, adotados como filhos em Cristo; eliminando definitivamente toda condenação existente contra cada um de nós (Rm 8.1).

Em virtude disto, Satanás já não tem mais qualquer autoridade ou direito sobre as nossas vidas.Vale a pena ressaltar de que em dias onde heresias têm se multiplicado drasticamente em nossos púlpitos, torna-se necessário ensinarmos acerca da relação que o crente desfruta com Deus.O fato de estarmos em Cristo nos torna livres de pragas, maldições, encostos, maus-olhados, "olho gordo", despachos e trabalhos de macumbaria.Louvado seja o Senhor pela sua infinita graça, pelo perdão dos pecados e pela salvação eterna!

Graças a Deus somos de Cristo, pertencemos a Cristo e o maligno não nos toca!


Fonte [ Vigiai ]

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

A Fazenda e o Grande Irmão



A massificação de assuntos desses programas, que como por osmose, penetram sub-repticiamente em nossa mente, torna-nos difícil em ignorá-los ou manter-nos indiferentes às suas existências. Entre uma progamação e outra, lá vem uma chamada ou ocorrência do reality show para aguçar a curiosidade do telespectador. Entra-se em um site, e mesmo que não se queira, lá vem informações e pitacos. Encontramos com amigos, colegas de escola ou de trabalho, e lá vem o assunto. Pasmen, e também nas rodinhas pré e pós culto, muitas vezes o assunto é ventilado. E há um agravante, pois alguns chegam a contratar canal exclusivo para ter acesso a 24 horas de "espetáculo.

A temporada começou com A Fazenda , e na sequência virá o BBB-Brasil .

Mesmo que não queiramos, e devido a essa massa de informações do que acontece nesses ambientes "fechados", ficamos ao par de todas as mazelas e tudo mais.
Como somos dotados do livre arbítrio, cada um assiste o que bem entender, mas fica difícil de assimilar o que tudo isso possa trazer de edificação ou acrescentar algo de útil.
O que se vê não passa de mexericos, intrigas, conluios, aliás, o objetivo é que isso aconteça, para que os telespectadores se identifiquem com os participantes e influenciem nas eliminações, visto que somente um poderá abarcar o prêmio final. Isso sem contar com cenas imprórias para serem divulgadas, que beiram os limites da imoralidade. Sem falso moralismo.
Tudo isso realmente interessa às emissoras que faturam com os patrocínios gerados pela audiência, as teles que faturam com as ligações telefônicas e ao governo que recolhe os impostos gerados.
De resto sobrará a fama efêmera para alguns. Ou conseguimos nos lembrar, sem esforço, dos participantes dos primeiros programas dessas séries?
Reflitamos se convém gastar tempo com tais coisas.
Ely Medeiros

Fatos & Fotos - A ironia do destino




Vi no Monkey News

terça-feira, 24 de novembro de 2009

2010 terminará sem ter começado


Neste Brasil, costuma-se dizer que o ano só começa após o carnaval.

Pois bem, então podemos imaginar que somente em março é que as coisas começarão a se movimentar. Os problemas, as decisões, os planejamentos, os projetos, o povão irá empurrar com a barriga até lá, pois antes disso só existirá cabeça para pensar no “carná”.
Chegou março, agora a coisa vai. Ledo engano.

Este ano tem Copa do Mundo. Agora a cabeça é só para o futebol. Como dizem que há 180 milhões de técnicos no Brasil, em cada rodinha, em cada esquina ou onde houver no mínimo duas pessoas, o assunto predominante será a Copa e por conseguinte o futebol. As discussões, prognósticos e reminiscências irão aflorar, as tevês e jornais inundarão suas programações e publicações com reportagens especiais, boletins informativos trazendo toda a sorte de detalhes.
Ufa! Chegou agosto, agora vai. Vamos começar a tratar das coisas “ menos importantes” que ficaram para trás. Agora o ano começará. Engano outra vez.

Este ano tem eleições. Iremos escolher o presidente e parlamentares para uma nova legislatura. Passou o carnaval, passou a copa, agora nossa cabeça estará nas eleições.
As rodinhas de discussões continuarão, só que agora com outro tema. Vais ser uma baixaria, serão desenterrados cada “cadáver”, e pelo histórico de nossa política é para se temer que aflorem coisas duvidosas e mal contadas, tais como: ligações extra conjugais, bastardos, malversações, corrupções, etc. etc...

O horário político será um show. Um show de ataques mútuos. As acusações e defeitos mútuos sempre parecem mais importantes que os programas de governo.
Se houver segundo turno, tudo acabará no final de Novembro, então aí o ano poderá começar.
Espere um pouco. Já estamos na época natalina, então o ano acabou e eu nem me apercebi.

“Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo. (Colossenses 4:5) “

Por Ely Medeiros

Tempo que foge!

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.

Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.

Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos. Não participarei de conferências que estabelecem prazos fixos para reverter a miséria do mundo. Não vou mais a workshops onde se ensina como converter milhões usando uma fórmula de poucos pontos. Não quero que me convidem para eventos de um fim-de-semana com a proposta de abalar o milênio.

Já não tenho tempo para reuniões intermináveis para discutir estatutos, normas, procedimentos parlamentares e regimentos internos. Não gosto de assembléias ordinárias em que as organizações procuram se proteger e perpetuar através de infindáveis detalhes organizacionais.

Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos. Não quero ver os ponteiros do relógio avançando em reuniões de “confrontação”, onde “tiramos fatos à limpo”. Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário do coral.

Já não tenho tempo para debater vírgulas, detalhes gramaticais sutis, ou sobre as diferentes traduções da Bíblia. Não quero ficar explicando porque gosto da Nova Versão Internacional das Escrituras, só porque há um grupo que a considera herética. Minha resposta será curta e delicada: - Gosto, e ponto final! Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: “As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos”.

Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos.Já não tenho tempo para ficar dando explicação aos medianos se estou ou não perdendo a fé, porque admiro a poesia do Chico Buarque e do Vinicius de Moraes; a voz da Maria Bethânia; os livros de Machado de Assis, Thomas Mann, Ernest Hemingway e José Lins do Rego.

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita para a “última hora”; não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja andar humildemente com Deus. Caminhar perto dessas pessoas nunca será perda de tempo.

Fonte & Autor : Ricardo Gondim

Humor - Curpa dos crente!

Um bêbado chega ao bar e pede uma bebida.
Do seu lado uma senhora distinta querendo chamar a atenção do bêbado diz:
- O senhor sabia que o Brasil é o segundo país do mundo em consumo de álcool?
O bêbado responde:
- É curpa desses crente !!!
- Como culpa dos crentes? Os coitados nem sequer bebem álcool !
- Pois é, se eles bebessem um pouquinho, nóis já tava em primeiro !!!

(Vi por aí.)

domingo, 22 de novembro de 2009

Mercadores da Palavra




A prática do engodo é antiqüíssima, característica de maus comerciantes que com artifícios fraudavam o peso e mascaravam a qualidade de suas mercadorias. Balança enganosa é abominação para Senhor (Prov.. 11:1).

A prática de pender o fiel a seu favor ou colocar as melhores frutas por cima da caixa para encobrir as demais camadas com peças menores ou de qualidade inferior, proporciona ao mau comerciante auferir lucros desonestos. Como diz o adágio “vender gato por lebre”, pratica-se a venda de mercadoria com aparência e qualidade boa ou apregoa-se funcionalidade que o produto não tem, a fim de empurrar algo para o incauto.

Outra prática, muito comum em nossos dias, é oferecer mercadorias “piratas” como se fossem originais, e se o comprador em boa fé adquiri-las sofrerá fraude, por se tratar de mercadoria inferior. Entretanto, se o comprador tiver consciência dessa prática, torna-se também desonesto e indesculpável por aceitar tal produto, participando também na prática de fraudar o produtor do original e lesionando o Estado por sonegar impostos.

A prática de se oferecer a Palavra de Deus de modo fraudulento, em certa ocasião foi observada pelo Apóstolo Paulo, que chamou os que assim faziam, de falsificadores que agiam mercadejando a Palavra (II Cor. 2:17).
Oposta a atitude sincera de Paulo, que anunciava a Palavra “da parte de Deus”, focando suas mensagens em Cristo e sua cruz, esses falsos apóstolos, e eram muitos conforme Paulo, com suas deturpadas palavras, procuravam de alguma forma tirar proveito próprio sobre os crentes, talvez até em caráter financeiro.

Observando os tempos modernos, vemos que tais práticas encontram semelhança. Há os quem sinceramente ministram a verdadeira Palavra “da parte de Deus” e outros muitos que não. Há os que usam o Evangelho como mercadoria, buscando proveito próprio.

A confusão é tão grande, que chega a colocar dúvidas na mente de muitos servos sinceros do Senhor. Vale a advertência de Paulo na carta aos Gálatas "...mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que vos já pregamos, seja anátema." (Gal 1:8)

Quantos amuletos e peripécias estão sendo introduzidos no meio evangélico, que não conseguem sobreviver a um breve confronto com as escrituras.

Razão pela qual, nosso discernimento em tudo torna-se necessário, confrontando qualquer ensinamento com as escrituras, como os de Beréia (Atos 17:11)

Não nos tornemos indesculpáveis, por aceitar algo falso ou distorcido.



por Ely Medeiros





Doenças na antiquidade dos egípcios

Cientistas descobriram que doenças cardiovasculares eram conhecidas dos antigos egípcios, em estudos que identificaram a formação de arterioesclerose em múmias de mais de tres mil anos.
O estudo foi apresentado nos Estados Unidos, por Randall Thompson - professor de medicina do Mid America Heart Institute.

Foram encontradas evidências de calcificação em vasos sanguíneos, em múmias tanto de homen
s como de mulheres.

Confira
na reportagem do UOL, que há evidências de que doença não é exclusiva do homem moderno.

Fonte [ UOL ]

sábado, 21 de novembro de 2009

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

La otra cara de la fe

Casi siempre que se nos habla de Fe es citado Hebreos 11 el cual nos da una lista preciosa de los Héroes del Antiguo Testamento, pero casi nunca se menciona la otra cara e la fe, solo se nos dice la mitad las cosas que lograron o la manera que fueron rescatados o la forma que vencieron pero ahí no termina el capitulo, así que veamos la otra cara de la fe.
Hebreos 11:36-40
Otros experimentaron vituperios y azotes, y a más de esto prisiones y cárceles.
Fueron apedreados, aserrados, puestos a prueba, muertos a filo de espada; anduvieron de acá para allá cubiertos de pieles de ovejas y de cabras, pobres, angustiados, maltratados; de los cuales el mundo no era digno; errando por los desiertos, por los montes, por las cuevas y por las cavernas de la tierra.
Y todos éstos, aunque alcanzaron buen testimonio mediante la fe, no recibieron lo prometido; proveyendo Dios alguna cosa mejor para nosotros, para que no fuesen ellos perfeccionados aparte de nosotros.


Esta es la otra cara de la fe que muchos no quieren ver!!

El tener fe va implicar también tener persecuciones, atropellos, injusticias, ataques, etc.

Solo que últimamente FE solo es ÉXITO sin saber que por fe también se sufre y que el creer en la misma palabra traerá persecución….

Tener fe no solo es tener el mejor carro, la mejor iglesia, tener, tener, tener, tener, la fe no se reduce en tener sino también en PADECER, por la fe muchos están padeciendo encarcelamientos injustos, despidos injustificados y otras tantas cosas por fe, por la fe que tienen en la palabra.

Mateo 13:21
pero no tiene raíz en sí, sino que es de corta duración, pues al venir la aflicción o la persecución por causa de la palabra, luego tropieza.


La fe NO SOLO ES CONQUISTAR, no solo es ganar, por la fe también se pierden muchas cosas, muchos queridos y valientes hermanos en México por ejemplo en las montañas han perdió todas sus pertenencias por du FE.

¿Qué has perdido tú por la fe? Amigos, parientes, ¿qué has perdido?, los personajes de hebreos 11 no les importo sufrir por causa de la verdad, ¿qué hemos hecho nosotros querido lector hemos padecido por nuestra fe o por nuestra rebelión?


Dios bendiga sus vidas.


Fonte: [ Verdad y Luz ]

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Maurício de Sousa cria personagem gay na revista "Tina"

A revista "Tina", da editora Panini, surpreendeu na sua 6ª edição ao trazer na história de capa o primeiro personagem aparentemente gay das histórias de Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica.

O melhor amigo de Tina, chamado Caio, confirma ter um "compromisso" com outro rapaz. Para defender o amigo, Tina discursa contra preconceito em geral. De acordo com a assessoria de Maurício de Sousa, é a primeira vez que o assunto é abordado nas histórias.

Tina é uma personagem que foi criada nos anos de 1960, inicialmente com um visual hippie, e agora é estudante de jornalismo.

Fonte: [ Jornal do Comercio ]

Via: [ Espada do Espírito ]

Jesus Cristo: procurado pela justiça!


VOTE NÃO AO PL 122/06, LUTE CONTRA A LEI QUE QUER CRIMINALIZAR A SUA FÉ E LIBERDADE DE EXPRESSÃO!!!

MANIFESTE-SE NA ENQUETE DO SENADO E PROTESTE NO ESPAÇO DO LEITOR, FAÇA ALGO, PODEREMOS NÃO IMPEDIR ESTA LEI, MAS JAMAIS PECAREMOS POR OMISSÃO DO EVANGELHO!

Que Deus nos abençoe!

Via: [ Blog Espada do Espírito ]

Observar princípios bíblicos é obrigação de todo crente

Quem diz que a Palavra de Deus não condena certos pecados atuais precisa rever os seus conceitos. Quem chama de legalistas os irmãos que prezam os bons costumes — e não os extremismos — precisa permitir que a Bíblia seja a sua regra de fé, de prática e de viver. Afinal, ela não é apenas um livro de mandamentos do tipo “pode e não pode”. Ele contém princípios, e estes nos levam a distinguir o puro do impuro, o verdadeiro do falso, etc.

É evidente que não há, nas Escrituras, certas especificidades devido ao fato de nós não sermos os destinatários originais dos 66 livros inspirados por Deus. Mas tudo foi escrito para nosso ensino (Rm 15.4; 2 Tm 3.16,17). Se fizermos uma análise histórico-cultural, entenderemos que nos tempos bíblicos, por exemplo, não havia o “ficar”, o piercing, o funk gospel, a festa jesuína, etc.

A Bíblia não é um livro ultrapassado. Ela tem respostas para os dias de hoje! E nos orienta quanto a tudo, pois é a Palavra de Deus (Sl 119.105; 2 Tm 3.16,17). Se tudo o que ela aparentemente não condenasse de modo explícito ou textualmente fosse permitido, não haveria limites para pecar! E teriam sentido falaciosas pregações da atualidade, como: “Quer dançar um funk? Dance! Desde que seja em um baile frequentado só por cristãos, não há problema! Aproveite! Divirta-se pra valer na balada gospel. Rompa com toda religiosidade e o legalismo”.

Entretanto, vemos, nas páginas sagradas, grupos de coisas que, mesmo não sendo consideradas pecaminosas, levam o crente a errar o alvo. São coisas inconvenientes, dominadoras, embaraçadoras, parecidas com pecados, não edificantes, semelhantes a obras da carne, as quais não glorificam ao Senhor.

Coisas inconvenientes.

A Palavra de Deus diz que todas as coisas são lícitas, mas não nem todas convêm (1 Co 6.12a). Temos livre-arbítrio e, se quisermos, podemos pecar à vontade. Por que não fazemos isso? Porque conhecemos os princípios que regem a vida cristã e rejeitamos as coisas inconvenientes. Segundo esse princípio, podemos pecar, mas não devemos fazer isso, pois já ressuscitamos com Cristo (Cl 3.1-17).

Coisas dominadoras (1 Co 6.12b).

Há muitas coisas que não estão registradas na Bíblia, mas que podem nos dominar, levando-nos ao erro. O futebol, por exemplo, não é mencionado na Bíblia, mas conheço pessoas que são dominadas por ele. Se o seu time ganha, ficam eufóricas; mas, se perde, ficam deprimidas, tristes, arrasadas. Outros exemplos de coisas consideradas não pecaminosas que podem ser tornar dominadoras: novelas, filmes, uso da Internet, etc. Todas essas coisas, conquanto lícitas, podem se tornar dominadoras e também inconvenientes para o cristão.

Coisas embaraçadoras.

Em Hebreus 12.1 vemos que devemos deixar os embaraços e o pecado. Há inúmeras coisas embaraçadoras não registradas na Bíblia. Por isso, Paulo disse a Timóteo: “Ninguém que milita se embaraça com o negócio desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra” (2 Tm 2.4). Os simplistas dizem que é religiosidade e legalismo preocupar-se com certas coisas, mas a Palavra de Deus é clara quanto ao perigo de nos embaraçarmos com coisas desta vida, ainda que não sejam mencionadas como pecados.

Coisas parecidas com pecados.

A Palavra afirma que devemos nos abster de toda aparência do mal (1 Ts 5.22). Isso é subjetivo, mas fazer algo que deponha contra esse princípio denota ir além do que está escrito. Quem frequenta lugares destinados à prática de atos pecaminosos, só pelo fato de estar lá, ainda que não esteja propriamente na roda dos escarnecedores, aparenta estar. Não foi por acaso que Isaías confessou tanto o pecado de pronunciar palavras impuras como o de ouvi-las, passivamente (Is 6.5).

Coisas não edificantes (1 Co 10.23).

São as coisas feitas no tempo certo e de modo errado, ou de maneira correta, mas fora de tempo (Ec 8.6). Se praticarmos essas coisas não edificantes, também ultrapassaremos o que está escrito e estaremos contra Deus.

Coisas pecaminosas, semelhantes às registradas na Bíblia.

A lista das obras da carne termina assim: “e coisas semelhantes a estas” (Gl 5.21). Ou seja, há pecados não mencionados na Palavra de Deus textualmente, mas condenados por ela! Basta perguntarmos o que é semelhante a prostituição, impureza, lascívia, etc. O Diabo é criativo, e a cada dia surgem novas maneiras de pecar. Se a Bíblia fosse registrar todos os pecados, seria muito mais volumosa. Por isso, precisamos identificar os pecados novos mediante a observação de princípios contidos nas Escrituras.

Coisas que não glorificam a Deus (1 Co 10.31).

Sim, há coisas que não glorificam a Deus, a despeito de não estarem mencionadas de maneira direta na Bíblia. Um texto que nos ajuda a compreender esse princípio é Filipenses 4.8.
"Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento".
Leia este versículo e aplique-o à sua vida antes de pensar em fazer tatuagens, usar piercing, adotar certos estilos musicais no culto a Deus, dançar freneticamente, seguir a mensagens de autoajuda e a modismos, etc.


Fonte: [ Blog do Ciro ]

Via: [PC Amaral]
Related Posts with Thumbnails

LinkWithin

Bornes relacionados com Miniaturas